FALE COM A GENTE! 0800 707 0550

(54) 9 8135.6331 | (54) 3330.9600

landrin@landrin.com.br

PRAGAS

FORMIGAS

As formigas vivem em colônias. São extremamente organizadas e cada indivíduo cumpre rigorosamente seu papel. A maioria das formigas tem sua colônia formada por fêmeas, reprodutoras (rainhas) e não reprodutoras (operárias).

Em certas espécies, os soldados diferem-se das operárias comuns por terem partes do corpo maiores, principalmente cabeça e mandíbulas e são responsáveis pela defesa do formigueiro. As operárias fazem o trabalho de construir o ninho, coletar folhas e água, limpam o formigueiro, alimentam machos, larvas, e em alguns casos a rainha.


FORMIGAS CORTADEIRAS

Saúvas (Atta spp) e quenquéns (Acromyrmex spp) são diferentes de outras formigas. Elas cortam várias plantas, causando estragos em jardins, praças, áreas florestais e agrícolas.
Utilizam as folhas que coletam para cultivar e adubar o fungo do qual se alimentam.
Os sauveiros adultos apresentam grande quantidade de terra solta, enquanto os ninhos das quenquéns possuem pequena quantidade de terra ou somente material vegetal seco.


A PROLIFERAÇÃO

É durante a revoada, geralmente na primavera, que rainhas virgens (içás) e machos (bitus) voam do ninho para acasalar. Após o coito, ambos perdem as asas e retornam ao solo. Cada fêmea cava um buraco para iniciar a criação de sua própria colônia. Para isso carrega dentro da boca um pedaço de fungo, tirado de sua colônia de origem. Ele dará início a um cultivo que será a refeição principal das formigas. Nas espécies nas quais não ocorre revoada, uma das rainhas abandona seu formigueiro acompanhada de algumas operárias para fundar uma nova colônia.       


OS PRINCIPAIS DANOS

Causam estragos em plantações, residências e hospitais, podendo até colaborar com infecções. Nas lavouras cortam grande quantidade de plantas para usarem como substrato no cultivo do fungo, do qual se alimentam. Porém, as formigas só agem como pragas em ambientes alterados pelo homem, pois em áreas naturais fazem parte do equilíbrio ecológico.

 

 

Veja Também